Conheça um pouco da história do criador do curso Gestor de futebol!

Felipe Ximenes

Luís Felipe Ximenes nasceu no dia 09 de novembro de 1967, na cidade de Três Corações, MG, Brasil. Felipe sempre foi um apaixonado por esportes e atuou em âmbito escolar e regional como atleta, treinador e árbitro de futebol, voleibol e handebol.

Essa identificação com os esportes fez com que tentasse o sonho de ser jogador de futebol, migrando para Belo Horizonte, MG e ingressando nas divisões de base do Clube Atlético Mineiro em 1985. Ao não se profissionalizar e perceber que não progrediria nessa carreira, profissionalizou-se como jogador de Futebol de Salão atuando pela AABB (Associação Atlética Banco do Brasil).

Ingressou na faculdade de Educação Física em 1986 e graduou-se em 1990, atuando como Preparador Físico em 1986 no Valeriodoce.

Trabalhou como Auxiliar Técnico e Treinador de categorias de base de Voleibol no Olympico Clube e no Minas Tênis Clube (Fiat Minas) entre 1991 e 1994.

Em 1997 foi nomeado Secretário Municipal de Esportes, Lazer e Turismo de Três Corações, MG, onde realizou o projeto do time de Voleibol do Três Corações, que mobilizou a cidade e a tornou conhecida nacionalmente como a cidade do Voleibol.  A equipe disputou a Superliga por quatro anos consecutivos, tendo iniciado como a de menor orçamento entre os participantes da competição e atingindo a marca de maior orçamento em seu último ano de atuação por conta do grande sucesso e reconhecimento obtidos.

Em 2001 mudou-se para o Rio de Janeiro para atuar no Club de Regatas Vasco da Gama como Superintendente de Esportes Olímpicos e em seguida como Administrador Geral do CT Vasco Barra. No período em que esteve no Vasco, o clube conquistou a Copa João Havelange (2000/2001) e Felipe fundou o Colégio Vasco da Gama em 2002. A fundação do colégio é um marco na história do clube e um exemplo seguido posteriormente por muitos clubes Brasileiros.

Entre os anos de 2004 e 2005, atuou como Gerente de Futebol na Associação Desportiva Cabofriense, período em que passou a gravar vídeos de lances das partidas e mostrar aos jogadores nos intervalos dos jogos. Essa é uma prática comum atualmente, mas foi uma inovação incrível naquele período.

No período entre 2005 e 2007, atuou no Botafogo de Futebol e Regatas como Auxiliar Técnico junto ao Treinador Paulo César Gusmão, em comissão técnica que posteriormente passou por Cruzeiro Esporte Clube, Associação Desportiva São Caetano, Fluminense Football Club e Clube Náutico Capiberibe.

Exerceu o cargo de Gerente Geral de Futebol do Clube Atlético Mineiro em 2007 e 2008, onde coordenou a defesa e aprovação de projeto de Lei de Incentivo ao Esporte nas divisões de base do clube. Além disso, foi responsável pela realização de um convênio com uma escola de Inglês para os atletas e profissionais do clube.

Em 2008 atuou como Gerente de Futebol no Fluminense Football Club, ano em que passou a lecionar na extinta Escola Brasileira de Futebol (atualmente CBF Academy), integrando o corpo docente da entidade até 2020 e tendo participado da formação de mais de 2.000 profissionais.

Assumiu a Superintendência de Futebol do Coritiba Football Club em maio de 2009, obtendo grande sucesso com o Tetracampeonato Paranaense (2010, 2011, 2012 e 2013) e os dois Vice-campeonatos da Copa do Brasil (2011 e 2012). Além disso, em 2011, o clube alcançou o recorde de 24 vitórias seguidas, obtendo o reconhecimento desta marca pelo Guinness Book.

Após a brilhante passagem pelo Coritiba, Felipe atuou como Diretor Executivo de Futebol do Fluminense Football Club no fim de 2013 e início de 2014 e no Esporte Clube Vitória em abril e maio de 2014, mês em que foi anunciado como Diretor Executivo de Futebol do Clube de Regatas do Flamengo, onde esteve até dezembro de 2014.

Felipe foi consultor de Futebol do Criciúma Esporte Clube em 2015 até assumir a Diretoria Executiva de Futebol do Goiás Esporte Clube em dezembro deste mesmo ano, cargo em que atuou até julho de 2016.

Apaixonado por educação, concluiu seu Mestrado no tema em 2002 pela Unincor, com a tese “Fatores que prejudicam a concentração em aulas expositivas”. Atuou como docente não apenas na CBF Academy, mas também em cursos de MBA do IBMEC.

É sócio proprietário do @nossoparque, bar situado na Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio de Janeiro RJ. Além disso, é distribuidor exclusivo da editora Melhoramentos para o estado de Minas Gerais.

Em 2020, seguindo sua veia voltada à educação e ao empreendedorismo, criou o curso online Gestor de Futebol: Os Desafios de uma Função, que teve sua primeira turma em abril deste mesmo ano e está em sua décima turma, já tendo atingido a marca de 500 alunos de 21 estados do Brasil e de outros 16 países. O curso foi totalmente criado e editado em casa e obteve essa marca incrível com praticamente toda a comunicação tendo sido feita através do Instagram.

Ainda em 2020, Felipe atuou como Superintendente de Esportes do Santos Futebol Clube entre setembro de 2020 e janeiro de 2021, tendo participado da gestão que levou o clube ao Vice-Campeonato da Copa Libertadores da América.

Felipe é gestor, professor e palestrante e segue diariamente seu propósito de “dividir para multiplicar” em todas as plataformas em que atua.

Conheça um pouco da vivência esportiva de Felipe Ximenes